Papeando RSS

Papeando -

Conversamos com a Catarina Bessell, que nos contou um pouquinho sobre as ilustrações do livro O reino dos mal-humorados, de Rosana Rios.   Como foi sua relação com o texto? O trabalho de ilustradora sempre começa com o texto: é dali que a gente começa a viagem. O texto da Rosana é rico de referências, descrições e, apesar de falar de um reino cheio de mal-humorados, tem muito humor! Pra mim a ilustração tem sempre que acrescentar algo à narrativa, agregar. Então, fui pela via do humor: quis deixar esse reino mal-humorado o mais engraçado possível. Como foi o processo...

Saiba mais

Papeando -

Conversamos com a Ana Matsusaki, ilustradora de Quatro galinhas em alto-mar, sobre o processo de ilustrar o livro. Acompanhe com a gente! :)   Ana, quais foram suas referências e inspirações para ilustrar o livro? Durante o processo de criação do livro, lá pra 2019, quando a única máscara que a gente usava era de Carnaval, eu tive a sorte de visitar a casa da minha vó no sul do Maranhão. Fazia mais de 20 anos que eu não pisava lá e eu nunca tinha me dado conta que minha vó Dália morava bem na região do Cerrado. Voltar pra lá...

Saiba mais

Papeando -

Ei, que tal assistir o autor de "Quatro galinhas em alto-mar", Caio Riter, falando um pouquinho sobre seu lançamento?

Saiba mais

Papeando, Prêmios & seleções -

Atualizamos esse post para comemorar ainda mais! "Um lençol de infinitos fios" ganhou o Prêmio Glória Pondé de Literatura Juvenil da Biblioteca Nacional! Viva e mais um viva! --- Semana passada recebemos essa notícia deliciosa: "Um lençol de infinitos fios", de Susana Ventura, é um dos dez finalistas do Prêmio Jabuti na categoria Juvenil! É maravilhoso saber que um livro que carrega tantos aspectos relevantes, de maneira tão sensível, ganhou mais esse espaço de destaque. :)A história de Maria, uma garota boliviana, e de seus amigos, se cruza com a história da haitiana Ludmi, que vem ao Brasil em busca de...

Saiba mais

Papeando -

Você confiaria num mico-leão-preto que aparecesse falando, no meio da noite, no seu quarto, e te convidasse para ir a um lugar que não existe? Bem, é assim que esse livro começa. Mas vamos por partes.Quando houve a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, tive a ideia de escrever um livro que falasse de futebol e Copa. Conversei com Eny Maia, minha editora. Ela gostou e me animou a fazer o projeto. Primeiro pensei numa história em versos. Mas percebi que estava influenciado pelo meu último livro, Cadê a Escola que Estava Aqui?A Copa não é o maior campeonato...

Saiba mais

Voltar ao topo