Papeando RSS

Papeando -

Você confiaria num mico-leão-preto que aparecesse falando, no meio da noite, no seu quarto, e te convidasse para ir a um lugar que não existe? Bem, é assim que esse livro começa. Mas vamos por partes.Quando houve a Copa do Mundo de 2014, no Brasil, tive a ideia de escrever um livro que falasse de futebol e Copa. Conversei com Eny Maia, minha editora. Ela gostou e me animou a fazer o projeto. Primeiro pensei numa história em versos. Mas percebi que estava influenciado pelo meu último livro, Cadê a Escola que Estava Aqui?A Copa não é o maior campeonato...

Saiba mais

Papeando -

“O fantasma fecha os olhos” nasceu a quatro mãos.A Talita Nozomi ilustrou e a Paula Desgualdo escreveu...Mas esse processo foi bem diferente!A Talita e a Paula são amigas há bastante tempo.Elas se conheceram através de uma amiga em comum.Fizemos algumas perguntinhas e tchan tchan, aí está o resultado. Leia nosso papo!    TALITA Como nasceu a ideia de criarem um livro?A gente sempre teve vontade de fazer um livro juntas – eu ilustrando e ela escrevendo. A Paula escreve muito bem e é uma pessoa muito sensível. Como desenvolveu as ilustrações?Eu estava visitando minha avó em Londrina. Isso foi em janeiro de 2015, se não...

Saiba mais

Papeando -

Há alguns meses, os Sete Patinhos ("Sete patinhos na lagoa", Caio Riter, ilustrações Laurent Cardon), estavam em uma turnê mundial, viajando pelo continente Europeu, pela Coréia do Sul e Japão. Foram publicados por lá! Mas, conseguimos entrevistá-los entre uma dia tranquilo, quando a lagoa estava sem fotógrafos e jornalistas para atrapalhar. Agora, para comemorar que esses patos também pisaram em terras colombianas (publicados pela LuaBooks), trouxemos mais uma vez essa conversa para vocês.  Afinal, foi um papo muito divertido!   Ficamos sabendo que o Barnabé se disfarçou de Batman para atraí-los para uma armadilha e vocês caíram como patinhos… O...

Saiba mais

Papeando -

Em 2015 conversamos com o premiado autor espanhol César Malloquí. Achamos esse papo tão bacana, que resolvemos trazê-lo novamente para vocês. Na ocasião, reunimos perguntas da equipe da editora e também de alguns blogs literários que tinham lido títulos do autor publicados por nós: As lágrimas de Shiva e A Ilha de Bowen. Vamos lá?  :) Quem é César Mallorquí? (Biruta) Quem dera eu soubesse; seria maravilhoso conhecer a mim mesmo... Mas tentarei fazer uma aproximação: nasci em Barcelona, mas vivo em Madri. Sou muito alto, muito grande e muito calvo. Tenho mais anos do que gostaria, sou casado e tenho dois...

Saiba mais

Voltar ao topo